Água do Rio de Janeiro está sendo tratada com carvão ativado


Há quase um mês a água que sai das torneiras do Rio de Janeiro está com cheiro e gosto de terra, por isso, na última semana, a Cedae iniciou o tratamento do recurso com carvão ativado.

Na última quinta-feira, dia 23 de janeiro, a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro) iniciou o tratamento da água com carvão ativado, já que há 21 dias os habitantes da cidade reclamam do cheiro e gosto de terra que está na água que sai das torneiras.

O lançamento do carvão ativado foi feito na água da estação de tratamento do Rio Guandu e, segundo a Cedae, o carvão começa a fazer efeito depois de uma semana. Este cheiro e gosto de terra na água foi causado pela geosmina, uma substância gerada pelas algas e, de acordo com a companhia de água, é garantido que o carvão ativado resolva este problema.

A estação de tratamento do Rio Guandu é a maior do mundo e trata 43 mil litros de água por segundo, porém, recebe uma enorme quantidade de esgoto diariamente, o que daria para encher, por exemplo, 22 piscinas olímpicas todos os dias.

Quer economizar em sua próxima conta de água? Nós temos a solução. Conheça nossos serviços de Consultoria em Contas de Água. Saiba mais.


EVITE FRAUDES:
O usuário que suspeitar do boleto deve prestar atenção nos três primeiros números do documento e no campo "Nosso Número" (segunda sequência de 12 números do boleto bancário). Por exemplo: uma cobrança do banco Itaú que comece com o número 237 (do banco Bradesco) é falsa, pois o número do banco é 341. Os códigos dos bancos podem ser encontrados no site da Febraban (Federação Brasileira de Bancos): http://www.febraban.org.br/arquivo/bancos/sitebancos2-0.asp