A água da torneira vem de onde?


Abrir a torneira e ter água potável é muito bom, não é mesmo? Porém, você sabe de onde vem essa água? Se não, leia abaixo e descubra:

A água da torneira, geralmente, passa por um longo caminho até chegar às nossas casas, já que, muitas vezes, este líquido é captado em um rio localizado longe dos centros urbanos, necessitando de um grande trajeto para a água, além do recurso ter que passar por uma estação de tratamento antes de ir para as torneiras, para chegar até as pessoas de forma limpa, sem odores, bactérias e vírus.

Um exemplo é a cidade de São Paulo, a qual recebe água de uma represa localizada quase na divisa com o estado de Minas Gerais, o que faz com que o líquido percorra 100 quilômetros até chegar na estação de tratamento.

Quanto ao tratamento da água convencional, este é feito da seguinte maneira: o líquido passa por uma grade, que remove os resíduos grandes, como, por exemplo, galhos; depois é adicionado cloro e cal ou soda; feito isso, a água vai para a coagulação e floculação; depois, o recurso passa pelo filtro com leitos de pedras, areia e carvão antracito; e é feita a adição de mais cloro e flúor. Somente depois de todos estes processos a água está apta a ser distribuída para a população.

Quer economizar em sua próxima conta de água? Nós temos a solução. Conheça nossos serviços de Consultoria em Contas de Água. Saiba mais.


EVITE FRAUDES:
O usuário que suspeitar do boleto deve prestar atenção nos três primeiros números do documento e no campo "Nosso Número" (segunda sequência de 12 números do boleto bancário). Por exemplo: uma cobrança do banco Itaú que comece com o número 237 (do banco Bradesco) é falsa, pois o número do banco é 341. Os códigos dos bancos podem ser encontrados no site da Febraban (Federação Brasileira de Bancos): http://www.febraban.org.br/arquivo/bancos/sitebancos2-0.asp